Grupo Holon
Farmácia Cotovios Telefone: 219 575 036 Horário: 2ª a 6ª 9:00 - 20:00 Sáb. 9:00 - 13:00 Praceta Vasco da Gama, Cotovios (junto à escola Básica) ver mapa
Welcome visitor you can log in or create an account

Cinesioterapia Respiratória

A Cinesioterapia Respiratória (CR), é aplicada em todas as idades, sendo que devido às particularidades do seu aparelho respiratório, as crianças e bebés estão mais expostas a infeções respiratórias, que podem ter consequências graves para a função respiratória.

Diversas são as etiologias responsáveis pela acumulação de secreções. Nas crianças a CR aplica-se principalmente nas seguintes patologias: Bronquiolite, Bronquite, Fibrose quística, Síndrome de imobilidade ciliar, Pneumonia, Atelectasias, Pneumopatia, Infeções respiratórias, Rinite alérgica, Sinusite, Bronquiectasias e Asma Brônquica.

A CR visa a libertação das secreções que causa a obstrução das vias aéreas centrais e periféricas e a promoção da função respiratória normal de forma eficaz.

A desobstrução depende fundamentalmente de 5 etapas que por sua vez são interdependentes umas das outras: desobstrução nasal, fluidificação das secreções, mobilização e progressão das secreções, mobilização do tórax e expulsão.

O objetivo do terapeuta é restituir a ventilação à área comprometida.

Conforme a idade, utilizam-se técnicas empregues em neonatologia ou as utilizadas para o adulto.

Entretanto, a problemática é diferente por três motivos: - comportamento mecânico específico do sistema toracopulmonar da criança; - técnicas necessariamente passivas devidas à não-cooperação associada à idade; - necessidade de uso precoce das técnicas devido às possíveis repercussões sobre a função pulmonar.

Em geral, são utilizados: - aerosóis; - ventilação dirigida e controlada: Expiração Lenta e Prolongada; - pressões vibrações associadas ou não a uma aceleração passiva do fluxo expiratório; - técnicas de tosse provocada ou voluntária. O choro da criança facilita a subida de mucos e provoca uma tosse eficaz; - técnicas de evacuação: aspiração por via bucal e nasal;

O terapeuta controla ainda a aplicação de uma boa higiene respiratória: - supressão dos irritantes respiratórios (fumo) e da poluição ao redor da criança; - higiene corporal perfeita da criança; - evitar mudanças de temperatura.